A vida são dois dias, há que valorizar e desfrutar

Standard

A vida são dois dias, num dia nasce-se no outro dia morre-se. E pelo meio desses dias, nos intervalos, nos espaços existentes entre eles como devemos vivê-los?
O tempo é curto, passa demasiado rápido para perder-mos tempo com preocupações, atritos e outras coisas mais. Há que aproveitar e desfrutar da melhor maneira enquanto é tempo, não há volta a dar, cada dia não aproveitado é um dia perdido, não existe nenhum comando que dê para carregar no botão stop, ou fazer andar para trás, para ir buscar esse dia não vivido. Se nos preocuparmos demasiado, vai-nos privar de viver algo, algo que se perde logo ali, não há como recuperar. Temos que encarar o presente, vivê-lo sem medos, sem receios, viver com alegria, com amor, não deixar nada, nem ninguém para trás. Aproveitar todos os momentos, focar no que a vida tem de bom para nos dar. As coisas más que nos podem acontecer, só servem para nos ensinar a dar mais valor, experiência ao que de bom nos pode acontecer. As dúvidas, os medos, os receios, tudo aquilo que nos prendem em avançar, ficar à espera que a oportunidade chegue, tudo isso vai-nos criar sofrimento, lamentar o tempo perdido, não vivido, tudo isso é como veneno, por isso há que identificar o problema e isolá-lo, para que não estrague o presente.
Por tudo isso e muito mais, medos, o que importa é o presente, há que perdoar, aceitar, viver, reagir e seguir em frente, só assim podemos passar por cima, reagir de uma maneira melhor e mais rápida e devemos valorizar e desfrutar plenamente da vida, sabê-la degustá-la como ela é, sempre com um sorriso no rosto, afinal o mais importante é sermos felizes e fazer-mos alguém feliz e esse sim é o verdadeiro sentido da vida.
Zero de preocupações, receios ou menos demorosa, de modo a não perdermos tempo com o que não nos faz bem, há que aproveitar o tempo com o que nos faz bem.
Já dizia Charles Chaplin “A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso, canta, chora, dança, ri e vive intensamente, antes que a cortina se feche e a peça termine sem aplausos.”

Filipe Miguel

Um texto retirado do livro: Amores Clandestinos

A vida são dois dias, há que valorizar e desfrutar

Anúncios

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s