Amar nos bons e maus momentos

Filipe Miguel

Amar não é balançar!
Só se balança quando não se tem a certeza.
Fala-se muito facilmente de amor, quando todas as pessoas vivem com o seu ego no trono, o amor é raro no ser humano, as relações tendem a ser de amizade mais ou menos forte. Muitas vezes na primeira contrariedade, tudo acaba, tudo desaparece, o que parecia ser um sonho real, cheios de aromas agradáveis, cores vivas e muita alegria, tudo muda à primeira contrariedade, tudo fica mais cinzento, torna-se numa solidão, numa dor que nos corrói por dentro. O AMOR tende a ser uma coisa muito rara!
Será isso amar, ou uma teimosia desmedida ou ainda uma falta de amor próprio? O que é mesmo o AMOR? Será o querer incondicionalmente? Ou procurar apenas o que nos faz bem?
E não é que me questiono sobre isso mesmo! Não será apenas teimosia, capricho do nosso ego?
Quando…

Ver o post original 106 mais palavras

Anúncios

2 comentários

  1. Olá, Filipe, venho acompanhando seu blog há algum tempo.
    Há algo em suas publicações que me agrada, como leitora apaixonada pelo ofício de trabalhar as palavras, de manobrá-las … sinto empatia com alguns temas abordados nesta página.
    Hoje mesmo li esta postagem em que você fala que as pessoas colocam seu ego no trono, ou seja, que olhamos muito para nosso umbigo. É que o umbigo tem um chakra importante responderia meu eu budista (ai se um budista ler isso vindo de uma mega egosísta!). Estar atento ao nosso chakra umbilical nos dá a capacidade de estar desenvolvendo nossa vida autenticamente. Viu como é bom ficar focado no nosso umbigo?
    Mais à frente você questiona a capacidade de uma pessoa amar verdadeiramente. Acho que amar é tudo isso que você falou, viu? Amar é teimosia, porque sempre teremos muitos motivos para desamar e mesmo assim mesmo depois de desistir voltamos atrás … amar é, por vezes, perder o amor próprio e perguntar mais uma vez se é para desistir de vez, mesmo quando a pessoa já te disse que não queria mais, mas a gente se arrisca porque ainda sonha que pode dar certo, amar também é querer incondicionalmente e acho que você sabe disso… amar é procurar o que nos faz bem … Se é capricho do nosso ego? Se nosso ego baseia-se em nossas experiências, e se é o apreço exagerado por nós mesmos é evidente que vamos morrer desejando compartilhar momentos com uma pessoa especial.

    A última parte do texto é aquilo mesmo que o texto diz.

    Estou a dividir meus pensamentos com você porque li que seus textos não são autobiográficos. Filipe, parabéns por ser este trabalhador das palavras, enquanto tiver tempo acompanharei suas publicações…com certeza tendem a melhorar, pois quanto mais se escreve mais aprendemos a usar as palavras…

    Curtido por 1 pessoa

    1. Obrigado pelas palavras. Obrigado por me acompanhar. Os textos não são todos autobiográficos, mas todos têm um pouco de mim, um pouco da minha maneira de pensar, de viver, de amar… espero continuar e vê-la por aqui a acompanhar-me. Beijinhos

      Curtir

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s