Carta: Ao tempo — Sete Íris | Literatura e Jornalismo Cultural

Standard

Ao tempo, Não sei como devo me referir a você, ou seria senhor? Não sei, mas acredito que devo lhe falar e com o mínimo de formalismo – o que em aspecto nenhum quer dizer falta de respeito. Já esteve aonde você sempre quis estar, com quem sempre quis estar, como sempre quis estar? Já […]

via Carta: Ao tempo — Sete Íris | Literatura e Jornalismo Cultural

Anúncios

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s