A delicadeza

Ervas e aromas, nossas raízes.

98467

Como é triste quando olham para mim e desejam ver o que não existe. As pessoas geralmente enxergam o que querem, o que gostam, ou muita vezes o que odeiam, somente para justificar o que é amor ou porquê não amam.   

E como dizer pra essas pessoas, sem ser considerada louca, que não procuro o céu a cima da minha cabeça, procuro o céu  em frente ao meus olhos, dentro de mim, dentro de ti, em baixo dos meus pés.

Eu só desejo ficar livre do que acreditam que eu sou. Livre do que querem que eu seja, porquê não sou. Ficar livre do que me tornei perante o mundo é ser livre de mim, é poder seguir. Apenas um coração latente, pulmões a respirar pausadamente, um voz, um grito, alguém a mais em um mundo. Sim, apenas isso, sem perder o essencial da vida: A delicadeza.

9724

   

Ver o post original

Anúncios

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s