Quanto amor cabe em uma renúncia?

Imagem

Pipo Escreve

cycling-bike-trail-sport-161172.jpeg
Renunciar.
Em termos simples, poderíamos traduzir como deixar ir.

A tradução da palavra em si até pode ser simples, mas pensemos: o que está por trás de uma renúncia? O que motivou-nos a praticá-la? O que nos fez abrir mão de oportunidades ou de pessoas?

Nesse momento a análise tem de ser mais profunda. Dá até uma pequena vontade de fechar o email e ir praticar qualquer outra atividade que tire o foco dessa reflexão.
Mas, está muito quente para sair correndo pelo parque como pensaste, Felipe. Toma mais 15 minutos do teu tempo: há de te fazer bem. Todavia esse texto nós colocaremos em tópicos, ok?

1) Lá vem de novo aquele ideal que permeia nossa mente: amor = renúncia. Ah, que concepção egocêntrica. Exigir do outro que renuncie suas próprias vontades e preferências para nos agradar. Como isso poderia fazer com que nos sentíssemos mais amados? Oras, teríamos…

View original post mais 631 palavras

Anúncios

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s