Convento do Carmo

Em busca do bilhar grande

O Convento do Carmo, mandado construir pelo Condestável D. Nuno Álvares Pereira em 1389, é um antigo convento da Ordem dos Carmelitas que foi erguido, sobranceiro ao Rossio (Praça de D. Pedro IV), na colina fronteira à do Castelo de São Jorge, na cidade de Lisboa. Devido ao enorme desafio de contrução no monte do Carmo, que por duas vezes os alicerces cederam, foi só em 1423 que as obras ficaram concluídas.

Porém, a 1 de novembro de 1755, quando a cidade foi arrasada por um dos mais devastadores terramotos de sempre, o teto do templo cedeu, e embora o convento se tivesse mantido de pé, grande parte do património artístico doado por Nuno Álvares Pereira foi consumido pelo grande incêndio que ocorreu depois do sismo.

Atualmente, o local abriga o Museu Arqueológico do Carmo, onde estão peças do paleolítico e neolítico em Portugal, uma biblioteca com livros raros, uma…

Ver o post original 19 mais palavras

Anúncios

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s