Vou hibernar, assim que conseguir…

Bocejos Avulso

Se eu fosse um gajo sensato não teria o desejo de mostrar o meu coração a ninguém. É apenas subversão. Imagino que o coração dos outros seja parecido. Mas não posso falar por eles. Eu sou um exibicionista. Abro a gabardine. As pessoas estão à espera de ver os órgãos sexuais, como se eu fosse um tarado qualquer com o juízo perdido, à solta, às portas do Júlio de Matos, mas não é isso que acontece. Abro a gabardine, dizia, e mostro o meu coração esfarrapado. As pessoas, por norma, ficam em choque. Mas dizem que não. Que está tudo bem. Muito lindo e tal. Algumas chegam a desmaiar… tenho a certeza. O coração não é coisa que se mostre. Se eu tivesse sido Adão não me taparia com folhas. Pois para quê? Pilinhas há muitas, que diabo! Eu quereria uma forma de enfiar o coração dentro de uma sala…

Ver o post original 224 mais palavras

Anúncios

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s