Livro Amores Clandestinos

“…
Saudade não tem descrição possível. Não se consegue definir com exactidão a saudade, e as palavras ficarão sempre aquém ao tentar traduzir-se um sentimento assim, costumo dizer que esta imensidão se carrega no peito a cada dia numa “estrada” que (por vezes) sempre, parece ser longa demais. É como abrir os braços para abraçar e nada encontrar, apenas o vazio, mais nada!
…”

Filipe Miguel

1 Saudade, não se define, sente-se Parte 3 Amores Clandestinos

Este pequeno excerto foi retirado do livro “Amores Clandestinos”.
O livro já se encontra à venda nos locais habituais e em http://www.chiadobooks.com/livraria/amores-clandestinos

Anúncios

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s