Dargavs: a misteriosa “Cidade dos Mortos”

Publicado por

À primeira vista parece ser um local digno de figurar em qualquer postal. Uma colina verde, que por vezes fica coberta de neve, repleta de casas brancas. Parece ser o cenário de mais uma típica aldeia. No entanto, este local é na verdade um misterioso cemitério, localizado no sul da Rússia. Conhecida como a “Cidade dos Mortos”, é um destino que merece a atenção de qualquer aventureiro.

Dargavs a misteriosa Cidade dos Mortos
Dargavs a misteriosa Cidade dos Mortos

A aldeia está situada na República da Ossétia do Norte-Alânia, no sul da Rússia. Durante o século VII a região foi colonizada por tribos nómadas, de origem iraniana.

Depois de serem praticamente dizimados por mongóis e tártaros durante várias invasões que ocorreram durante a Idade Média, muitas das pessoas que permaneceram no local converteram-se ao Cristianismo e ficaram conhecidos como ossetas.

Cemitério misterioso
Está situado num local isolado da cordilheira do Cáucaso, mais precisamente perto da vila de Dargavs. É um dos locais mais misteriosos da Rússia.
Lendas locais referem que quem entra neste cemitério nunca mais regressa.

Dargavs Cemitério misterioso
Cemitério misterioso

Catacumbas
O cemitério, de onde é possível avistar o vale do Fiagdon River, que tem 17 quilómetros de extensão, contém cerca de 100 catacumbas antigas, que têm aproximadamente 500 anos de existência.

É difícil saber quando foi construída a primeira catacumba. Há quem diga que data do século XVI, outros referem que as catacumbas mais antigas no local foram construídas no século XII.

Dargavs Catacumbas
Catacumbas

Cada catacumba foi criada para lá serem enterrados todos os membros de uma família ou clã. No interior ainda podem ser encontradas caveiras e outros ossos.

As catacumbas eram necessárias para colocar em quarentena as pessoas que estavam afetadas pela doença. Estas pessoas eram alimentadas por aldeões caridosos.

À frente das catacumbas também existem poços. Algumas lendas referem que depois de sepultarem os entes queridos, os ossetas atiravam uma moeda para o interior do poço. Se a moeda batesse numa pedra, era sinal de que a alma de quem morreu já tinha chegado ao céu.

Atreve-te a fazer uma visita!
Uma vez que o local encontra-se a três horas de viagem do lugar mais próximo habitado e a viagem é feita de carro por estradas perigosas, encontra-se desabitado até hoje.
Apesar de ser uma estrada sinuosa e perigosa, o caminho pode ser feito de carro.

Dargavs.jpg

No local encontram-se várias oportunidades que podem ser exploradas. Os visitantes podem subir até ao topo da torre vigia e também podem explorar alguns dos mausoléus que estão abertos. Também é possível observar alguns dos esqueletos que estão no interior destas catacumbas.

Misterioso povo ligado a barcos
Algumas estruturas semelhantes a barcos já foram encontradas no interior de algumas catacumbas e diz-se mesmo que um remo já foi encontrado no local.

Ninguém consegue perceber a razão pela qual as estruturas de madeira foram colocadas no interior das catacumbas, uma vez que não existem zonas navegáveis perto do local.

Uma teoria refere que a população local acredita que os mortos tinham de atravessar o rio para chegarem ao céu, uma crença semelhante à do povo que habitava no Egito e na Mesopotâmia.

Lenda “Mulher raptada”
Uma lenda refere que um grupo de guerreiros raptou uma jovem e trouxe-a até ao local. No entanto, o plano não terá corrido como previsto.
Ainda de acordo com a lenda, quando os guerreiros não conseguiram decidir quem ficaria com a jovem, estes assassinaram-na. Os deuses terão então castigado estes homens, ao colocarem-nos no interior destes mausoléus, até que viessem a morrer.

Origens
Apesar das várias lendas, os historiadores acreditam que os poços foram construídos devido ao surto de peste que existiu entre os séculos XVI e XVIII, que tirou a vida a vários habitantes da aldeia.

Arquitetura
Segundo a Vintage News, as catacumbas foram criadas ao estilo Nakh. Os mausoléus maiores têm telhados curvos e o pico pontiagudo. As paredes são feitas de blocos de pedras com argamassa. Já os mausoléus mais pequenos têm os telhados rectos.

Dargavs Arquitetura.jpg

Na zona de trás do local encontra-se uma torre de onde é possível observar todo o lugar. Supostamente teria sido erguida para que se pudesse observar as almas que repousavam.

Tenha sempre em mente
Não se esqueça que a República da Ossétia do Norte-Alânia é um território perigoso, tendo sido alvo de várias atividades terroristas em anos recentes.

Podem acompanhar tudo aqui:
https://filipemiguel.blog

Anúncios

2 comentários

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s