As saudades que sinto por ti

Filipe Miguel

Sonhos, silêncios, saudades… tudo o que nos pode ajudar a partir para uma bela viagem.
Há dias assim em que a saudade me invade o peito e a vontade por ti grita mais alto.
Hoje deste-me saudades sabias? A isto chamo despir a alma. Será que o sabes? Será que o sentes?
Hoje estou assim, estranhamente confuso, insatisfeito e longe, muito longe…
Seria isso mesmo?! Saudade?! De quem, do quê?!
Saudades de ti, do meu porto de abrigo. És o meu regaço que cuida, que me protege, que me acalenta… Onde apenas basta um olhar, um gesto, um abraço… Nada mais.
Invades os meus segredos, as minhas sombras e revistas os meus silêncios.
Saudades é o que o nosso coração mais explora em dias de calmaria e em sonhos que parecem tão reais, que quando acordamos parece que nem estivemos a sonhar… Quase ainda sentimos o cheiro e o toque…

Ver o post original 68 mais palavras

Anúncios

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s