Quem ama também desiste

A vida não é um poema!
A vida é para ser respeitada e valorizada de forma justa!
O amor só faz sentido se for a dois, pois quando é só alimentado por uma das partes o amor pode não passar de um grande sofrimento onde alguém sai sempre magoado. Tenho aprendido que o amor pode ser estúpido, pois por vezes amamos alguém e não somos correspondidos, outras vezes acobardamos-nos para lutar. Não demonstramos aquilo que sentimos na sua essência mais pura e no meio de toda essa história, perdemos uma oportunidade de agarrar a felicidade… Uma oportunidade de não sabermos se iria no fim dar certo. E porquê? Porque não tentámos. Agora jamais saberemos qual seria o resultado se tivéssemos lutado.
Bastava dizer uma simples palavra: Amo-te!
Mas nem isso, nem para uma simples palavra de 5 letras houve coragem de sussurrar ao ouvido daquela pessoa… é incrível o simples facto de sabermos que podemos fazer melhor e acabamos por não fazer nada e depois vem o arrependimento mais tarde.
A dúvida acompanha sempre todas as certezas. Nunca nada é certo. Há que tomar decisões custe o que custar, mesmo que implique perder. Creio que temos sempre segundas oportunidades. Mas no amor que pouco sei, se sentir é porque faz sentido. Perder é muito duro. Tentamos ser racionais com a nossa vida e para quê? Ser corajoso implica ouvir o coração!
Por vezes lutamos demasiado, fazemos tudo o que podemos, mas mesmo assim não chega para muita gente. Para muita gente só vê uma coisa à frente, estabilidade financeira, esse é o mal de muita gente, faz do amor um negócio e se vir que não está a correr bem, deixa a pessoa em questão e arranja logo outra mesmo que dias antes te diga que te ama loucamente. Um amo-te hoje em dia, é como um porta-chaves, por vezes um amo-te pode ter dois efeitos. Uma felicidade quando é dito com o coração e uma tristeza quando é dito só dá boca para fora, sem sentimento nenhum.
Infelizmente existe uma dor que não se controla e é muito triste quando amamos alguém de verdade e temos de escolher entre ir em frente e deixar, desistir desse amor.
Quem ama também desiste. Desistimos por amor. Desistimos do que dói, do que nos atormenta, do que nos faz chorar mais do que sorrir… não dá para accionar um botão só quando nos apetece, ou desligar quando não nos convém. O amor não avisa, ele chega e sai, sem dizer: “olá” ou “vou embora amanhã”. Mas ao mesmo tempo que sai, ele fica. Tudo passa na vida, menos o amor.
Por muito que se faça para dar certo um relacionamento, ele só pode dar certo se os dois se empenharem muito no que querem, se empenharem os dois pelo mesmo.
Se assim não for, se não houver o que cada um precisa do outro. Um dia, mais cedo ou mais tarde alguém cansa e procura encontrar o que até aí não teve…
Vive-se uns dias bem, outros menos bem e a vida passa-nos ao nosso lado e não é vivida!
O que me dá alento é a lembrança de que um dia já fui feliz ao lado de alguém e que um dia poderei voltar a sê-lo tanto ou mais feliz do que fui.
Um Conselho: Não deixes para depois o que podes resolver agora…

Filipe Miguel

Podem acompanhar tudo aqui:
https://filipemiguel.blog

Quem ama também desiste.jpg

Anúncios

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s