A minha vontade era estar contigo

Entre toques, sorrisos, sonhos… hoje:
Apeteces-me!
Adoro-te!
Quero-te!
Desejo-te!
Anseio-te!
Preciso-te…
São estas as minhas vontades. Os meus desejos. Os meus quereres. Os meus sonhos que me fazem aguardar e esperar por ti.
Desejos carenciados, impulsos de vontades e quereres caprichosos, anseiam por ti aqui comigo.

Sabes qual a minha vontade hoje?
Sabes o quanto eu gostava de estar ao teu lado hoje?
Sabes? Será que sabes mesmo?
Sabes mesmo aquela vontade de estar ao teu lado para já não mais sair?
É essa a minha vontade de hoje. De hoje e todos os outros dias. Estar contigo e não mais sair.

Preciso de ti para sonhar e para ser feliz!
Sabes o que eu te digo?
Sorry por gostar assim tanto de ti.
Por sentir tanto a tua falta.
Por te querer ver sempre a cada momento. Por ter-me apaixonado por ti.
Por sonhar sempre contigo.
Por pensar sempre em ti antes de ir dormir e sempre depois de acordar.
Por querer fazer-te feliz.
Por incomodar-te sempre que sinto a tua falta.
Por me preocupar sempre contigo.
Por tentar arrancar-te um sorriso.
Por amar-te tanto!
Por tudo isto o que eu sinto por ti e que vem bem aqui de dentro, sinto vontades e sinto medos. Estes medos que me vêem invadindo, é sinal de que os meus sentimentos são fortes e bem verdadeiros. É normal os medos existirem, pois isso é sinal de que as pessoas por quem os temos são muito importantes e especiais para nós.

Custa tanto só poder desejar-te e não te poder tocar…
A saudade é o pior sentimento pelo qual o ser humano passa e sempre irá passar!
Ai! A saudade dói tanto.
A saudade corroí-nos nas veias e faz intensificar o seu estado melancólico dentro do nosso peito. A distância física é tão dolorosa. Mas pensar nos bons momentos e sorrir para a saudade ajuda e quando menos se espera ela acaba por se afastar. Não há como fugir dela, mas podemos sempre arranjar formas de evitá-la.

Apetece-me ir até uma praia! Sentar-me na areia e contemplar a beleza daquele mar. Com toda a sua força, toda a sua bravura e a elegância das ondas a tocarem na areia, como forma de carinho a expressarem os seus sentimentos e a amizade que sentem.
Para mim o mar é uma forma de escape para os meus momentos menos bons e é sempre com renovado prazer que respiro aquele cheiro a maresia e que tiro as sandálias para passear descalço na areia e sentar-me à beira-mar.
Confesso que tenho por vezes saudades de me sentar assim na areia, simplesmente a olhar para o mar, a falar com ele, ouvir o que ele tem para me dizer, confessar-me a ele e ouvir os seus conselhos.
Sim, ouvir os seus conselhos! O mar é um bom conselheiro.
O dia de hoje pode ser de sol, mas amanhã pode chover.
Por isso se te apetece, faz!
Se desejas, arrisca!
Delicia-te com o que há de bom!

Filipe Miguel

Podem acompanhar tudo aqui:
https://filipemiguel.blog

A minha vontade era estar contigo.jpg

Anúncios

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s