Estes são os melhores relógios inteligentes

Há um relógio que é quase sinónimo de smartwatch, o da Apple claro.
A acreditar na Apple não é apenas o relógio “inteligente” mais vendido do mundo, é o relógio mais vendido no mundo. Não vejo razões para duvidar.

Por ter uma experiência diferente, queria sobretudo dizer aqui que há de facto alternativas mais baratas e pelo menos de grande qualidade. Até porque os relógios da Apple só funcionam com iPhones e há outros como os da Samsung e alguns Wear OS da Google que tanto funcionam em iPhone como com todos os outros smartphones de sistema Android, da Google. E há uma coisa no meio, que não é Android nem deixa de ser, o Samsung Galaxy Watch, com o Tizen, o sistema só da marca, que vai buscar muita coisa ao Google Wear OS. Lembro-me do espanto dos jornalistas, eu incluído, quando na IFA de Berlim foi mostrada a rodinha. A rodinha, como gosto de lhe chamar, é a adaptação do anel rotativo exterior existente em muitos relógios clássicos a um relógio inteligente. Assim, como a Apple usou o que seria o botão de acertar e dar corda num relógio antigo, a Samsung transformou este anel externo em comando do interface do seu S2. Um dos comentários mais ouvidos naquele dia – mas como é que não foi a Apple a pensar nisto?

De facto é tipo ovo de colombo. Os ecrãs de relógio, sejam de que marca forem, são demasiado pequenos para usar com comandos de toque finos, A Apple teve que escolher o botão de dar corda porque escolheu um formato quadrado para o seu ecrã. Muitos utilizadores preferem um formato clássico, redondo. Eu comecei por gostar da ideia do quadrado mas a Apple não consegue fazer evoluir a estética nos seus relógios, enquanto no formato redondo temos imensas alternativas, além de que os fundos de ecrã podem obviamente ser mudados em todos eles. As baterias é que melhoraram muito nos últimos anos. Qualquer uma das últimas gerações se aguenta bem entre 2 a 4 dias e é normal, carregar enquanto durante a noite. Há quem os use mesmo a dormir até porque têm funções para avaliar a qualidade do sono, mas também são muito rápidos a repôr a bateria.

Depois de descobrir a roda a Samsung não parou de melhorar o seu relógio, veio o S2 e o que poderia ser o S4 chama-se simplesmente Samsung Galaxy Watch. Há actualmente 3 versões o de 46 mm Silver, e os de 42 mm Midnight Black e Rose Gold. Cada um deles tem uma variedade de pulseiras originais, mas sejamos francos o divertido é comprar pulseiras baratíssimas aos chineses e fazer um vistaço. Ainda por cima a Samsung tomou uma decisão que eu não esperaria, os seus relógios são compatíveis com as pulseiras mais clássicas que se possa imaginar. Enquanto os tais chineses tiveram que copiar a ligação dos Apple Watch, já existiam milhares ou milhões de pulseiras compatíveis com a ligação dos Samsung . Se não for de estimação até pode usar a pulseira do relógio do avô.

Agora estes relógios são úteis ou não? Eu diria que hão-de ser. Ninguém precisava de telemóveis e agora não sabemos viver sem eles. No caso dos relógios pode não ser tão radical mas o movimento é mais ou menos o mesmo. Nem vou aqui distinguir entre as pulseiras mais sofisticadas como as da Garmin ou da FitBit e os smartwatch das várias marcas. A fronteira é muito ténue e tendem a parecer-se cada vez mais. Quem usa mais intensamente estes aparelhos tem normalmente o pretexto da saúde ou do desporto. O Samsung mais moderno já mede constantemente as nossas pulsações e o nível de stress, os passos que demos, e os andares que subimos (isto é uma das coisas que mais falha). A Apple anunciou que o seu aparelho que é capaz de detectar quedas e dar o alarme, com um upgrade passa fazer um electrocardiograma simples, não o vai fazer em todos os países e desconheço a fiabilidade, mas é um passo importante para o futuro. Hoje já não vemos ninguém a correr que não esteja constantemente a consultar o pulso.

Nota:
Conforme as lojas, o Samsung Galaxy Watch pode custar menos de 300 €, e o S3 a geração anterior que na minha opinião ainda vale a pena fica na casa dos 200.

O Apple Watch série 4 tem muitas variantes mas começa num mínimo de 440 € e a geração anterior nos 300 €.

Fonte: Sic Notícias

Podem acompanhar tudo aqui:
https://filipemiguel.blog

relogios inteligentes

Anúncios

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s