Amores Clandestinos

“…
O que é que queremos encontrar nesta vida?
Um tesouro!
Sim um tesouro, mas um tesouro que não sejam jóias, obras de arte, ouro…
Um tesouro que justifique todas as loucuras e que faça bater forte o coração, que crie arrepios na pele e borboletas na barriga. Pois esse não fica nas tuas mãos, mas fica mantido no teu, no meu, no nosso coração.
…”

Filipe Miguel

Tesouro.PNG

Este texto foi retirado do livro “Amores Clandestinos”.
O livro encontra-se à venda nos locais habituais e em http://www.chiadobooks.com/livraria/amores-clandestinos

Anúncios

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s