As pessoas que nasceram no dia 26 de dezembro não tem medo de se testar, nem de impor suas ideias.
Considerando sua energia e sua determinação incomparável, não é de se surpreender que frequentemente conseguem o que querem. No entanto, uma vez que chegam ao topo já não querem se mover, deixam de investir sua energia em avançar e a utilizam para manter sua situação de privilégio.
Sendo assim, estes indivíduos são uma mistura curiosa de ambição, perseverança e desejo de segurança e estabilidade. O perigo desta combinação, ainda quando serve para atrair o sucesso profissional, é que estas pessoas correm o risco de ficar mecânicas demais ou até insensíveis, não só com os outros como também consigo mesmas.
Para seu crescimento psicológico é essencial que se conectem com os próprios sentimentos e com os alheios, pois em certas ocasiões podem acabar parecendo indivíduos intensos demais, sérios e muito duros.
Até os vinte e cinco anos de idade certamente sentirão uma forte necessidade de colocar ordem e estrutura em suas vidas, as considerações práticas terão destaque em sua visão de mundo. Durante esta época – e de fato em todas as épocas de suas vidas -, a chave de seu sucesso será praticar a arte do compromisso, lembrando que sempre devem levar em conta os sentimentos dos outros.
Logo depois de completar vinte e seis anos de idade alcançam um ponto de inflexão muito significativo que lhes oferecerá oportunidades de expressar sua individualidade. Completados os cinquenta e seis anos é provável que deem mais ênfase à receptividade emocional, à imaginação e à consciência espiritual e da clarividência. Será então quando se sentirão mais satisfeitos e plenos.
Seja qual for sua idade, estes indivíduos devem evitar sua tendência a se apegar ao que já conhecem, não devem ser autocomplacentes nem conscientes demais de sua segurança. Uma vez que entenderem que muitas vezes o progresso acarreta riscos, que exige ceder um pouco e explorar territórios ignotos, poderão aproveitar o potencial que possuem de sobra não só para catalisar as coisas em grande escala, como também para inspirar seus semelhantes.
Desafio: Admitir que você também comete erros.
O caminho a seguir é: Entender que enquanto você não for capaz de admitir que podem errar, nunca conseguirão aprender, e muito menos evitar os erros.
A favor: Energéticos, metódicos, inspiradores.
Contra: Defensivos, rígidos, insensíveis.

Podem acompanhar tudo aqui:
https://filipemiguel.blog

Anúncios