Menu Início

Dia dos Namorados (Dia de São Valentim)

O Dia dos Namorados, ou dia de São Valentim, celebra-se a 14 de fevereiro.
Mais romântico do que o amor que está no ar nesta altura é a origem dessa comemoração, a mais romântica do ano.
Você sabe quando e como surgiu o dia dos namorados?

Origem do Dia dos Namorados
A história do Dia de São Valentim remonta ao século III d.c. O Imperador romano Cláudio II proibiu os casamentos, para assim angariar mais soldados para as suas tropas.
Um sacerdote da época, de nome Valentim, desrespeitou este decreto imperial, realizando casamentos. O segredo foi descoberto e Valentim foi preso, torturado e condenado à morte.
Executado no dia 14 de Fevereiro do ano de 269, a data deu origem ao dia dos namorados.
Antes de morrer, porém, Valentim conseguiu enviar e receber algumas cartas ainda na cela, o que originou a troca de cartões, os chamados “valentines”.

O que fazer no Dia dos Namorados?
Se ainda não encontrou o programa ideal para o Dia dos Namorados e procura uma atividade barata, temos 5 Ideias simples que a sua cara-metade vai adorar!

Façam um piquenique
Na hora de almoço, vá buscar a(o) sua(seu) namorada(o) e surpreenda-a(o) com um piquenique à beira mar ou num parque verde.

Prepare uma refeição gourmet
Pesquise receitas em livros de culinária ou blogues e ponha mãos à obra. Brinde ao amor com um bom vinho. Vai ver que o seu trabalho vai valer a pena.

Alugue uma mota ou uma bicicleta
De mota ou de bicicleta, o importante é buscar a sua cara-metade para um romântico passeio até um local emblemático para os dois.

Escreva uma mensagem muito romântica
Inspire-se com as palavras mais lindas e coloque na mala da sua amada ou, por exemplo, no casaco do seu amado, uma linda mensagem de amor.

Faça uma montagem de fotos
Escolha as melhores fotografias que vocês têm juntos, as mais simbólicas e que representem os momentos mais importantes da vossa relação.

Podem acompanhar tudo aqui:
https://filipemiguel.blog

Anúncios

Categorias:Datas, eventos e acontecimentos históricos

Filipe Miguel

O que escrevo serve para expressar situações, momentos, sentimentos... do dia a dia de todos nós. Amores e desamores. Amores clandestinos...
Os textos aqui escritos não são autobiográficos. Mas podem ser biografias de mim e de muitos de nós, aqui e além. É neste pequeno véu que fica por levantar que se encontra a sublime sensação que o resto, o resto só a nós (seres apaixonados, românticos, sensíveis, loucos...) pertence!

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: