Ir para conteúdo
Anúncios

Dia de Santa Perpétua e Santa Felicidade

O Dia de Santa Perpétua e Santa Felicidade comemora-se a 7 de março.
No ano de 202 o imperador Severo ordenou capturar e matar os cristãos que se recusassem a adorar os deuses pagãos.
Perpétua era uma jovem mãe de 22 anos, que tinha uma criança de poucos meses e cuja família gozava de um grande estatuto social em Cartago. Quando Perpétua estava a celebrar uma reunião religiosa em sua casa, juntamente com os seus escravos, os guardas do imperador irromperam pela casa adentro e prenderam toda a gente, incluindo Felicidade, uma serva de Perpétua, que se encontrava grávida.

Prisão de Perpétua e Felicidade
Lançados na prisão apertada e subterrânea, os cristãos pediram a Perpétua que escrevesse um diário do que ia acontecendo. Os documentos do relato de Perpétua foram muito lidos e estimados na Antiguidade.
A troco de pagamento, os carcereiros mudaram os prisioneiros para uma prisão onde entrava alguma luz do sol e onde havia mais espaço, para além de deixarem Perpétua ver a sua criança. Nem o contacto com a criança nem os pedidos do pai de Perpétua, o único não cristão da família, demoveram Perpétua, desejosa de morrer por Cristo.
Felicidade, mesmo grávida se agarrou honradamente a Cristo e rogou para que a sua criança nascesse antes do seu martírio, o que veio a acontecer, no ano de 203. A criança foi entregue a cristãos. Na última refeição em conjunto, os cristãos prisioneiros se abraçaram e se encheram de força e alegria por morrerem em nome de Deus.

Martírio de Perpétua e Felicidade
Os escravos foram lançados na arena perante ursos, leopardos e javalis. Já Perpétua e Felicidade foram colocadas junto a uma vaca furiosa que atirava as santas de um canto para outro como se fossem de papel. Felicidade jorrava leite pelos seios e Perpétua esforçava-se para tapar o seu corpo, com as roupas rasgadas pela vaca.
O público emocionado pediu para que retirassem as valentes mães pela porta dos gladiadores vencedores. Em seguida, as jovens mães foram decapitadas, tendo Perpétua resistido ao primeiro golpe e ainda indicado ao seu carrasco o lugar exato onde devia dar a machadada.
O heroísmo das jovens mártires foi determinante para que muitos pagãos se convertessem.

Podem acompanhar tudo aqui:
https://filipemiguel.blog

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: